Segunda-feira, 13 de Julho de 2009

Nampula - Poema de Abdul Cadre

 

Poema de Abdul Cadre

 

NAMPULA

Quem se perturbaria se saltassem
chispas electro-mágicas dos dedos,
dos olhos, dos cabelos e abalassem
as casas confortáveis e os penedos?

E se as acácias rubras desvendassem
de repente os seus místicos segredos
de fogo e de verdura e os lançassem
como setas certeiras contra os medos?

Quem se perturbaria no momento
da verdade e do grito? Quem diria:
isto é um grito, não é um lamento?

Quem, com a verdade em punho, brandiria
o grito como quem comanda o vento,
ousando anunciar o novo dia?

...................................

E se as acácias rubras desvendassem de repente os seus místicos segredos de fogo e de verdura....?

 

Além da beleza destas árvores floridas elas guardam os nossos segredos também, segredos de uma juventude vivida à sua sombra.

Juventude rubra e ardente de paixões qual flor de acácia.

Corações palpitantes de desejos perfumados.

Juras de amor na fragância e perfume destas acácias em flor.

Nampula, a Linda feiticeira que nos envolveu e nos ditou a sina desta louca e eterna saudade...


publicado por mokala às 00:36
link do post | comentar | favorito
Sábado, 11 de Julho de 2009

Dois poemas a Moçambique

Mar moçambicano

 
Águas que transcendem lugares-comuns
Emergem à superfície caústica ironia...
Sanicidade do ser humano
Momentos de amor, de perda, de desejo ardente e de fé

Iluminado por pontes de compaixão
Exultam movimentos de aproximação...
Indomesticável vitalidade criativa
Matizes de grande épico

Corpo em dança...
Reminiscências africanas
Diferente do igual
Para embalar, pensar e exorcizar picos de prazer.

 

de Dr Izidine Abdul.Cadir

 

Encontrei por acaso este poeta e estes dois poemas, e fiquei encantada, não resisti e coloquei-os aqui.

 

 

 

 

Moçambique

 
Saudação de significado profundo...
Ponte entre gerações
Músculo nos intervalos do vazio
Paixão e pensamentos sombrios

Sinais de pântano da meia-noite
Olhos que ninguém vê...
Os que choram e os que permanecem em vigia
Sob as picaretas dos que a manejam

O mar fala da sua grandeza...
Envolvente abraço
Não há palavras
Luz e guia da estrela-mãe.

 

 

 

de Dr Izidine Abdul.Cadir

 

 

 

 http://izidine.blogspot.com/2007/10/mar-moambicano.html

 


publicado por mokala às 01:06
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Sexta-feira, 10 de Julho de 2009

O "ripanço" está aí!

É verdade, o ripanço está aí...férias, férias e mais férias...temos direito não é???'

Esta foto de evidente ripanço leva-me a pensar nas minhas férias que se aproximam.

Lembro também os dias que passei no ripanço nessa terra maravilhosa, de belas paisagens e belas praias.Terra quente e vermelha, a fina areia branquinha, a sombra do cajueiro, a frescura da mangueira, a poeira do mato...enfim, alguma saudade também.

 

 


publicado por mokala às 11:07
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 3 de Julho de 2009

Lagartinho de cauda azul

Lagartinho de cauda azul (Micrablepharus atticolus)

 

 

Este reptil encontrámos em Nacala mas existe por todo o lado.

È o lagartinho de cauda azul.

Sentindo um barulhinho fica assim parado e muito atento.A cauda serve de defesa e alimenta-se no capim seco.

Este animal foi também um dos alvos das nossas atenções nestas paragens.

 

 


publicado por mokala às 08:13
link do post | comentar | favorito

"Sonho de mãe negra"

"Sonho de mãe negra"

de Kalungano - Moçambique


          Mãe negra
          Embala o seu filho
          E na sua cabeça negra
          Coberta de cabelos negros
          Ela guarda sonhos maravilhosos

          Mãe negra
          Embala o seu filho
          E esquece
          Que o milho já a terra secou
          Que o amendoim ontem acabou

          Ela sonha mundos maravilhosos
          Onde o seu filho iria á escola
          Á escola onde estudam os homens

          Mãe negra
          Embala o seu filho
          E esquece
          Os seus irmãos construindo vilas e cidades
          Cimentando-as com o seu sangue

          Ela sonha mundos maravilhosos
          Onde o seu filho correria na estrada
          Na estrada onde passam os homens

          Mãe negra
          Embala o seu filho
          E escutando
          A voz que vem de longe
          Trazida pelos ventos
          Ela sonha mundos maravilhosos
          Mundos maravilhosos
          Onde o seu filho poderá viver.
 

 


publicado por mokala às 02:24
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 1 de Julho de 2009

Há um barco parado na praia

Há um barco parado na praia

 

Não deixem nunca o vosso barco parado na praia.

 

Teremos que o por a navegar puxando os dois remos.

Ter confiança em nós próprios e acreditar sempre.

Assim atingiremos a meta.

Se o nosso barco está parado na praia teremos de tomar a decisão de o impulsionar com força e com vontade para atingirmos a meta da nossa vida.

Há sempre um mar e um céu para navegar

Força e coragem para todos.

 

 Nacala - Fernão Veloso - Novembro 2008

 

 

 

 

 

Deixo este poema muito lindo
 
 
 
Há um barco parado na praia
Uma praia parada sem ti
ha um céu para navegar
o nosso lugar não é aqui.
Mas há um barco parado sem ti.
Estou só neste praia deserta
Num barco parado , esquecido.
O meu lugar é em outro lado
O meu lugar è junto a ti
deixo a praia deixo o barco
Entregues ás ondas do mar
Fujo deste lugar
Não há mais nada aqui
Estou só entre o céu e o mar
Vou partir vou procurar
Vou ver se vejo de ti
Mas se eu nunca chegar
Digam-lhe apenas que morri.
(Antares)

 

 


publicado por mokala às 00:10
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 2 seguidores

.pesquisar

 

.Novembro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.posts recentes

. Othawene timpuanhia apaje...

. O que tenho de mar

. Que Mar é este.

. Maria sem vergonha - A mi...

. Até amanhã

. Ó minha Ilha de Moçambiqu...

. Nacala

. Cheiro de mato

. Na terra vermelha da min...

. mar que eu encontro de en...

.arquivos

. Novembro 2012

. Julho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Fevereiro 2012

. Outubro 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

.links

SAPO Blogs

.subscrever feeds

Em destaque no SAPO Blogs
pub