Domingo, 10 de Maio de 2009

Poema a NAMPULA

Poema a NAMPULA
 
 
   TERRA VERMELHA
 
Oh terra vermelha
Que me alimentaste
Oh terra vermelha
Que me criaste
 
Teu cheiro é a essência
Da minha existência!
Oh terra vermelha
Que me concedeste
O privilégio de saborear
O paladar das mangas, do cajú
Do amendoim, do torretore,
Das mulheres bonitas
Que bamboleiam ao som
Dos tufos
Dá-me um espaço
Para eu poder
Descrever o teu cheiro húmido
Através dos sentimentos!
Oh terra vermelha
Que Deus me permite
Tocá-la
Com a ponta dos meus dedos
Dá-me um espaço
Para eu poder repousar
O meu sono profundo!
 
 
Lisboa, 06 de Maio de 2008
Luis Correia Mendes

 


publicado por mokala às 01:08
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Novembro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.posts recentes

. Othawene timpuanhia apaje...

. O que tenho de mar

. Que Mar é este.

. Maria sem vergonha - A mi...

. Até amanhã

. Ó minha Ilha de Moçambiqu...

. Nacala

. Cheiro de mato

. Na terra vermelha da min...

. mar que eu encontro de en...

.arquivos

. Novembro 2012

. Julho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Fevereiro 2012

. Outubro 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

.as nossas fotos - Obrigada à Paulinha e à Dalila minhas companheiras de viagem que me autorizaram a usar aqui as fotos delas.BJKS

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds