Terça-feira, 30 de Junho de 2009

A minha vida é um barco abandonado

 

A minha vida é um barco abandonado

A minha vida é um barco abandonado
Infiel, no ermo porto, ao seu destino.
Por que não ergue ferro e segue o atino
De navegar, casado com o seu fado ?
Ah! falta quem o lance ao mar, e alado
Torne seu vulto em velas; peregrino
Frescor de afastamento, no divino
Amplexo da manhã, puro e salgado.

Morto corpo da ação sem vontade
Que o viva, vulto estéril de viver,
Boiando à tona inútil da saudade.

Os limos esverdeiam tua quilha,
O vento embala-te sem te mover,
E é para além do mar a ansiada Ilha.
 

Fernando Pessoa

 

sinto-me:

publicado por mokala às 23:26
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 28 de Junho de 2009

Vicente - o corvo

Se há quem passe ao lado destes acontecimentos e até os ache deveras incomodativos, outros há, que muito atentos às coisas bonitas e simples da vida, não se importam de dedicar algum tempo da sua existência deliciando-se com as cores da natureza, com os sons vindos do mar, com a luz vinda do céu, ouvir a melodia do vento ou os ruidos dos animais a passar...são coisas simples mas tranquilas e de paz.

Exemplo disto é a permanência do Vicente junto a nós durantes a nossa estadia em Nacala.

Sempre atento aos nosso movimentos esperava uma ou outra iguaria.Assim o Vicente posou para as nossas câmaras fotográficas com toda a simpatia.Ah grande Vicente!!!!Ah, grandes momentos!!!!

 

 

Vicente esperando um mimo

   

Vicente consolado na casuarina

 

 

Vicente - O significado que dão a este nome é "aquele que sempre vence", por isso a história da magia do corvo e do mau agoiro que ele pode significar é a meu ver compensada pela lealdade, confiança, vontade de singrar, trabalho e disciplina.

 

    

Vicente feito às migalhas...

 

 

 

Vicente para o BI


Dizem que o corvo sempre foi portador de uma certa magia.
Foi reconhecido nas mais diversas culturas e em todo o mundo.

A magia do corvo é poderosa
O Corvo é prenúncio de mudança de consciência
A cor do Corvo significa a conquista por seus próprios méritos em atingir a magia da vida.

Por isso a presença do Vicente entre nós foi aproveitada ao máximo, pois acreditamos que em vez do mau agoiro que lhe é atribuido teriamos essa grande magia da vida e o poder de vencer.

 

Vicente à hora do lanche

sinto-me:

publicado por mokala às 23:43
link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 27 de Junho de 2009

Invento o cais...

 
 

 

 

Nestas duas fotos vê-se o que resta da ponte cais de Nacala ao fundo ao pé do farol.

A Paulinha conseguiu estas fotos em horas do dia diferentes mais ou menos do mesmo sítio.

 

 

Invento o cais...arranjei este poema que achei lindo para acompanhar estas fotos e ilustrar o momento.

Esta Baía é um espectáculo - Baía de Fernão Veloso em Nacala

 

Cais

 

Para quem quer se soltar invento o cais
Invento mais que a solidão me dá
Invento lua nova a clarear
Invento o amor e sei a dor de me lançar
Eu queria ser feliz
Invento o mar
Invento em mim o sonhador
Para quem quer me seguir eu quero mais
Tenho o caminho do que sempre quis
E um saveiro pronto pra partir
Invento o cais

 

E sei a vez de me lançar.
 
Milton Nascimento

 


publicado por mokala às 01:53
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 26 de Junho de 2009

Pescador da noite

Pescador da noite em Nacala

 

 

Foto muito bem conseguida pela Dalila, em Nacala, para a qual eu escolhi este poema de Manuel Alegre

 

 

 

Quinto Poema do pescador

 

Eu não sei de oração senão perguntas 

ou silêncios ou gestos de ficar 
de noite frente ao mar não de mãos juntas 
mas a pescar. 
Não pesco só nas águas mas nos céus 
e a minha pesca é quase uma oração 
porque dou graças sem saber se Deus 
é sim ou não. 


Manuel Alegre 


publicado por mokala às 23:12
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 25 de Junho de 2009

O mato, seus mistérios e feitiços

 

Este mato que tão bem conhecia tinha para mim significado especial.

Sempre me fascinou andar pelo mato e nesta viagem consegui usufruir deste bem estar.

Soube-me a pouco este misterioso mato!

 

 

O feitiço dos cheiros e dos sons, chão varrido e palha seca....

 

 

Uma maravilha para nunca mais esquecer....


publicado por mokala às 01:17
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Medusa, Mãe d'água, água viva ou alforreca

Medusa, Mãe d'água, água viva ou alforreca

 

Quem não conhece a alforreca também conhecida por Medusa ou mãe de água?

Os seus mitos e perigos...

Cuidado com o abraço molhado da medusa pois produz uma ardência na pele que Deus me livre!!!!!

Esta não chegou a fazer mal algum...

 

 


publicado por mokala às 01:13
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Quarta-feira, 24 de Junho de 2009

Meninos de Wimbi

 

 

 

Meninos de Wimbi

 

Infância 

      

as crianças brincam na praia dos seus pensamentos
e banham-se no mar dos seus longos sonhos

a praia e o mar das crianças não têm fronteiras

e por isso todas as praias são iluminadas
e todos os mares têm manchas verdes

mas muitas vezes as crianças crescem
sem voltar à praia e sem voltar ao mar

 

A Voz Fagueira de Oan Timor

de Fernando Sylvan

 

 

Na Praia de Wimbi foi muito gratificante o coinvívio com as crianças da praia.

Foi fácil o diálogo e a convivência.

"A praia e o mar das crianças não têm fronteiras mesmo."

 

sinto-me:

publicado por mokala às 01:08
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Fundo do mar

...quero ver o fundo do mar....

 

Mar da Praia das Chocas

 

Fundo do mar

 

 

Quero ver
o fundo do mar
esse lugar
de onde se desprendem as ondas
e se arrancam
os olhos aos corais
e onde a morte beija
o lívido rosto dos afogados.

Quero ver
esse lugar
onde se não vê
para que
sem disfarce
a minha luz se revele
e nesse mundo
descubra a que mundo pertenço.



Mia Couto


publicado por mokala às 00:52
link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 20 de Junho de 2009

A estrada da vida

A estrada da vida nem sempre é fácil de percorrer.

Pode ser longa a estrada e a caminhada difícil, pode ser curta e fácil...

A estrada da vida pode ser de pedra. terra batida, asfalto, com curvas e contra curvas, com poeiras ou em linha recta.

Ela tem de ser batida, corrida e vivida até ao final.

 

Poderás caminhar bem no meio da estrada, de um lado ou de outro ou até em contra a mão mas vais ter de a percorrer até ao final.

Poderás tropeçar e cair mas vais te levantar e continuar a corrida.

E palmilharás essa estrada da vida que tens pela frente e aguentarás até ao fim.

 

Estrada do Norte de Moçambique (Namapa - Eráti)

 

Essa estrada da foto, faz parte da minha estrada da vida e eu percorri já um bom pedaço dela e não sei nunca onde terminará.

Inda que eu caia ou tenha de fazer algum desvio irei seguindo em frente.

Desejo para vós uma estrada fácil, mas se for dura que tenham a força suficiente para a levar até ao final.

Beijos e bom fim de semana


publicado por mokala às 10:49
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 18 de Junho de 2009

O barco à vela

A ver pela cor do mar adivinha-se onde é...

 

Num barco à vela
Eu velejei sem destino…
Sem ter medo de nada.
Fui em busca do novo Mundo
Aquele que vem lá do fundo,
Aquele que imagino ser o do futuro!
Enquanto içava as velas
Em novos horizontes ia pensando,
Incrustando na minha mente
Essa vontade que se me ateia…
Por águas oceânicas navego
Só, no barco que me transporta
E sonhando muitas vezes…
Esse barco fazia-me de todo acreditar
Que o meu sonho havia de chegar!

de Frank_Mike no Luso Poemas

sinto-me:

publicado por mokala às 15:10
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 1 seguidor

.pesquisar

 

.Novembro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.posts recentes

. Othawene timpuanhia apaje...

. O que tenho de mar

. Que Mar é este.

. Maria sem vergonha - A mi...

. Até amanhã

. Ó minha Ilha de Moçambiqu...

. Nacala

. Cheiro de mato

. Na terra vermelha da min...

. mar que eu encontro de en...

.arquivos

. Novembro 2012

. Julho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Fevereiro 2012

. Outubro 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

.as nossas fotos - Obrigada à Paulinha e à Dalila minhas companheiras de viagem que me autorizaram a usar aqui as fotos delas.BJKS

.links

SAPO Blogs

.subscrever feeds